Informação sobre doença de Alzheimer, causas, sintomas e tratamento de Alzheimer, identificando o seu diagnóstico, assim como da demência associada, com dicas que possam contribuir para melhorar a qualidade de vida de doentes e familiares.


sábado, 14 de julho de 2012

Comorbidades psiquiátrica frequentes na doença de Alzheimer

Tomando-se como critério as definições clássicas para o diagnóstico de transtornos psiquiátricos, as comorbidades mais frequentes nos indivíduos com doença de Alzheimer são os transtornos de humor e de ansiedade. Em estudos transversais de prevalência, a proporção de pacientes com doença de Alzheimer que preencheu critérios para depressão variou de 1,5% a 26%, enquanto a prevalência de ansiedade generalizada variou entre 5% e 15%.
A grande variabilidade observada, além de refletir a seleção de diferentes populações e instrumentos, levanta questionamentos sobre a validade dos critérios diagnósticos gerais quando aplicados ao contexto específico do indivíduo com DA. Assim, há uma tendência cada vez maior de adaptar os critérios diagnósticos para as particularidades psicopatológicas do paciente com doença de Alzheimer.
Ainda nesse sentido, tem sido comum o uso de instrumentos para detectar e quantificar os sintomas neuropsiquiátricos, como o Inventário Neuropsiquiátrico.  Nos cuidadores de pacientes com doença de Alzheimer, há pelo menos um sintoma neuropsiquiátrico em 78% dos casos. Os sintomas mais comuns foram apatia (53%), depressão (38%), distúrbio do sono (38%) e ansiedade (25%).

Recomendação
Observar a associação frequente entre doença de Alzheimer com comorbidades psiquiátricas, principalmente os transtornos de humor e de ansiedade; a prevalência de depressão variou de 1,5 a 26%, enquanto que a ansiedade generalizada variou entre 5% e 15%. Para detectar e quantificar os sintomas neuropsiquiátricos normalmente utiliza-se o Inventário Neuropsiquiátrico.
Índice dos artigos relativos a Alzheimer

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL