Informação sobre doença de Alzheimer, causas, sintomas e tratamento de Alzheimer, identificando o seu diagnóstico, assim como da demência associada, com dicas que possam contribuir para melhorar a qualidade de vida de doentes e familiares.


sábado, 14 de julho de 2012

Fatores de risco para doença de Alzheimer

Dois fatores de risco conhecidos que aumentam o seu risco para doença de Alzheimer são:
  1. Idade avançadaCerca de 5 em 100 pessoas têm doença de Alzheimer aos 65 anos. Aos 80, essa proporção aumenta para 1 em cada 5. Aos 90, aproximadamente metade de todas as pessoas tem algum sintoma de demência. Embora a doença de Alzheimer afete tipicamente pessoas com mais de 65 anos, ela pode também afetar pessoas mais novas. Mulheres são mais propensas a desenvolver a doença que os homens – em parte, porque mulheres vivem mais.
  2. HereditariedadeApenas 3% de todos os casos de Alzheimer tem uma ligação hereditária comprovada. A hereditariedade desempenha um papel muito maior na doença de Alzheimer de início precoce (antes dos 65 anos). Quarenta por cento das pessoas que desenvolvem Alzheimer de início precoce tem uma história familiar da doença. Mas mesmo que você tenha membros familiares com Alzheimer, não é certo que você vá desenvolver a doença. Pesquisadores ligaram a forma mais comum de Alzheimer, de início tardio, à proteína apolipoproteína E. Todas as pessoas tipicamente herdam duas cópias deste gene. Se carregar uma variação particular desse gene, você tem risco aumentado para doença de Alzheimer. Mas não é certo que você irá desenvolvê-la.
Fatores de Risco Possíveis

Pesquisadores não provaram ainda uma ligação entre a doença de Alzheimer e os fatores abaixo, mas suspeitam que possam ter alguma influência como fator de risco para a doença:
  1. AmbientePesquisadores estão estudando uma série de fatores ambientais como possíveis causas e maneiras de prevenir a doença de Alzheimer. Por exemplo, o tecido cerebral de pessoas com Alzheimer freqüentemente mostra traços de alumínio ou zinco. Pesquisadores estão tentando determinar se esses ou outros tipos de metais são causa ou efeito da doença.
  2. Exercícios mentaisMédicos concordam que manter uma boa forma física e mental pode aumentar sua qualidade de vida. No entanto, nenhuma pesquisa provou que se manter mental ou fisicamente exercitado prevenirá ou mudará seu risco para doença de Alzheimer. Outros fatores de risco para os quais existem evidências conflitantes e necessidade de pesquisa adicionais incluem traumatismo craniano grave, certas infecções viróticas, história familiar de síndrome de Down, doença da tireóide e tabagismo.
  3. Exames de detecçãoNenhum exame simples pode predizer quem vai desenvolver doença de Alzheimer. Talvez algum dia surja um teste de detecção, mas provavelmente isso não ocorrerá em um futuro próximo. O objetivo das pesquisas em curso é entender os mecanismos básicos da doença, na esperança de identificar as pessoas em maior risco antes que elas desenvolvam quaisquer sintomas da doença de Alzheimer. Isso poderia levar ao desenvolvimento de tratamentos que possam retardar o início da doença.
Índice dos artigos relativos a Alzheimer

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL